HOLGA

2005 - 2010

A série Holga veio do desejo e da necessidade de experimentar. Numa época em que milhões de pixels são atirados ao lixo a cada segundo, a idéia foi dar vários passos na direção contrária em busca de tudo aquilo que é simples. Resgatar uma simplicidade esquecida no tempo, caminhar a procura de um “olhar” pessoal, em um outro formato e reescrever a partir da banalidade.

As fotografias apresentadas nesse trabalho foram realizadas de maneira extremamente simples, utilizando uma câmera Holga. Nada além de uma câmera de brinquedo, médio formato, sem fotômetro, com incontroláveis entradas de luz, lentes de plástico e quase nenhum ajuste. Em poucos momentos as regras básicas de iluminação, composição e outras tantas foram utilizadas; o que mais importava era o exercício de olhar o que se passava ao redor na busca por um significado pessoal e subjetivo. Sempre buscando transformar o real em lúdico, em imaginário, em uma atmosfera de sonho. Tudo como um jogo que se faz por gosto, sem outro objetivo que o próprio prazer de fazê-lo.